Ampliflix – Notas 13 & 27 de abril – Videos para a Aprendizagem

Vídeos para a Aprendizagem 1

Vídeos para a Aprendizagem 2

E um tema que amamos. Vídeos! Quem não curte? De documentário a comédias, há gosto, diversão para todos.
E como podemos utilizar vídeos para aprender? Este é o desafio. No Ampliflix da semana iremos explorar dicas para potencializar o uso de vídeos em sala de aula, ferramentas digitais, entre outros. Fique ligado.

Começamos com alguns truques no Youtube.
Playlists
Assistir Mais Tarde
Inscrições
Favoritos
Transcrições

Youtube Edu – vídeos com curadoria de uma equipe do Youtube Edu
Hangout on Air na educação
Google Trends – Videos
EdPuzzle – escolha vídeos, edite, inclua quiz.
Videonotes – Notas nos vídeos que se integram ao seu Google Drive
Staff Picks do Vimeo
Experiência imersiva 360
Youtube 360

In Love or Not – Interatividade no Soul Pancake

Google Innovators

Canal da Amplificada e Google Innovator Samara Brito
Canal da Amplifica e Google Innovator Carla Arena
Física Total – do Google Innovator Ivys Urquiza
Merenda Mental – do Google Innovator Peter Trento
Vídeos sobre Educação e Tecnologia – da Google Innovator Daiane Grassi e da Soraia Novaes
Vídeos tutorial – do Google Innovator Tiago Bevilaqua

 

Ampliflix – Notas Março 31- Hackeando a Sala dos Professores Parte 2

Na semana passada, falamos sobre como hackear a sala dos professores e hoje a gente continua com alguns pontos interessantes.

Criando um “Learning Lab” com professores em que eles têm trilhas de aprendizagem.
Muito baseado no que tratamos no Amplifica na trilha de gestores educacionais sobre como a instituição tem que ter agilidade e flexibilidade para tratar com ambientes sempre em mudança.

Uma segunda super dica neste sentido é a extensão da sala dos professores para as salas de aula em um esquema de Pineapple Charts. Pineapple what?
Pineapple Charts! Dica da amiga e palestrante do Amplifica, Mariana Ochs. Uma super ideia de observação por pares mas sem pressão, só pelo aprendizado.

Dá uma sacada na ideia: https://www.cultofpedagogy.com/pineapple-charts/ E aí? Vai testar com seus colegas?

Uma outra ideia bacana? Sprints de Inovação propostas pelos próprios professores.
E a super dica para começar, Design Thinking para Educadores no: http://www.dtparaeducadores.org.br/site/ 
e aqui dá para baixar todo o material gratuitamente: http://www.dtparaeducadores.org.br/site/material/ 

Ampliflix – Notas 24 Março – Hackeando a Sala dos Professores

Voltamos reenergizados com a vibe dos educadores e líderes educacionais do #AmplificaInternacional realizado no dia 18 de março no Colégio Arqui de São Paulo.  E o nosso grande tópico do evento foi a questão de nos hackearmos como profissionais para começarmos a buscar novas formas de resolver nossos problemas para desafios que já são antigos. 

E hoje queremos falar da sala dos professores.
Como hackeamos a sala dos professores em um mundo digital e altamente conectado? Que prática mantemos? Que práticas deixamos de lado? Como inovamos a começar de nosso espaço?

Na Live dessa semana:

O conceito de “Safe Spaces” – “free to try, free to fail”
Os super poderes dos professores

Anúncio do #GoogleforBrasil da parceria entre a Fundação Lemann e o Google para a criação de planos de aulas gratuitos para os professores: http://www.fundacaolemann.org.br/google-org/

“O projeto é uma plataforma digital, liderada pela Associação Nova Escola, que oferecerá milhares de planos de aulas digitais, vídeos e outros materiais, para ajudar professores de todo o país a criar experiências de aprendizado mais ricas para seus estudantes. Este será o primeiro conjunto de recursos pedagógicos alinhados à Base Nacional Comum Curricular, política pública que busca organizar mais claramente quais são as habilidades e os conhecimentos essenciais que todos os alunos têm direito de aprender em sua vida escolar.”

abundância x escassez
Cultura Colaborativa

Design

E olha esse achado que pode servir como inspiração para hackearmos o sistema:

E a experiência de hackeamento da sala dos professores que a Carla comentou:

 

Outros episódios do Amplifix: https://www.facebook.com/pg/seminarioamplifica/videos

 

 

Ampliflix – Notes 10 Março – Compartilhando Aprendizado na Rede

Na nossa Live do dia 10/03/2017, o foco, como sempre é o aprendizado. No último vídeo, falamos de organização de conteúdo na nuvem, e depois de organizado? O que fazer com esse conteúdo? Deixar só para você?

No Way!

A ideia hoje é sempre pensarmos nas nossas necessidades individuais, de aprendizado personalizado, mas também no bem coletivo. Sempre falamos disso!

Então, olha algumas referências legais:

A Samara mencionou que compartilha o que aprende escrevendo artigos científicos. Dá uma sacada nesse aqui que escrevemos sobre a experiência com o Grupo de Educadores Google Brasília.

Slideshare.net
Achamos esse aqui inspirador e há milhões assim por lá.

Que tal você utilizar o Slideshare tanto para aprender quanto para compartilhar?
Falamos na Live de como você pode integrar sua produção no Slideshare ao seu perfil no LinkedIN.
Três pessoas que comentamos que são masters na arte do compartilhamento:
Rafael Parente no Linkedin
Amamos também o Google Slides para isso porque fica facilmente disponível.

Esse aqui é o complemento do nosso Hangout sobre Google Classroom.

E pra finalizar em grande estilo, a novidade do Medium:
Medium Series – Promissor! Super novo e funciona como o stories do Snap, mas não some, você vai adicionando a ele.

AMPLIFIX – Organização de Seu Conteúdo Digital na Nuvem – Notes 24 FEV

Foi lindo e em clima de carnaval. Você é daqueles que têm um documento de word com seus links favoritos, usa só os favoritos do computador, manda para vocês mesmos links pelo Whats ou Mensagem do Face? Ou talvez tem uma lista no rascunho de email? Se está administrando seu conteúdo digital assim, essa Live do FACE é para você.

Alguns recursos:
Pocket
Pocket da Carla
Diigo
Diigo da Carla
Feedly
If This Than That
zapier – https://zapier.com
Mendeley – https://www.mendeley.com

O grande tópico: Curadoria Digital e Hashtags

Jã conferiu nossos vídeos sobre espaços de aprendizagem?
https://www.facebook.com/pg/seminarioamplifica/videos

[AMPLIFLIX] Ambientes Personalizados de Aprendizagem – Notas Vídeo 17 FEV

Tópico de nossa Live no Face que acontece toda sexta à tarde no http://facebook.com/seminarioamplifica foi sobre espaços de aprendizagem na nuvem para professores.

Falamos sobre o professor conectado (The Networked Teacher) – http://joedale.typepad.com/integrating_ict_into_the_/2008/01/typical-teacher.html e nosso amigo Joe Dale
Alec Couros – Segui-lo na rede é sempre enriquecedor. https://twitter.com/courosahttp://couros.ca/videos/

Ambientes Personalizados de Aprendizagem (Personal Learning Environments – PLEs) – Brincamos com a ideia de APA e EPA (Espaços Personalizados de Aprendizagem)

Jane Hart – O Aprendiz Profissional Moderno – ferramentas

Education 2025 – Wiki

Lista Educadores Brasileiros no Twitter.

Contribuições de Franz Figueroa para formas de educadores aprenderem
Evernote – Organizando conteúdos e guardando nossas anotações em ambientes digitais
Google Drive – Organizando conteúdo digital, compartilhando e colaborando com colegas
Paper – para anotações visuais

Falamos sobre o caderninho e a sala dos professores como espaços personalizados de aprendizagem para os educadores, mas que possuem limitações.
No meio digital, podemos ter vários espaços incríveis para o aprendizado e fazermos disso um espaço compartilhado, conectado e colaborativo (espaços personalizados não como espaços pessoais e solitários, e sim como espaços altamente enriquecedores com a inteligência coletiva).

Formulários: Feedback Instantâneo na Sua Próxima Aula

Talvez o maior desafio dos professores está em formas eficazes de avaliação das lacunas no aprendizado na sua rotina diária de sala de aula. Com turmas que variam de 35 a 50 alunos, como fazer? Quando chegam os testes e as provas, percebemos onde estão as falhas, mas aí pode ser tarde demais. Depois dos testes, dificilmente conseguimos retomar o conteúdo, que já é passado. Mais ainda, com nossas dezenas de alunos por turma, o desafio de personalizar o aprendizado e também entender os meandros das dificuldades de nossos alunos é realmente grande.

O uso de formulários em sala de aula pode ser uma forma de avaliação formativa que dá indícios claros para o educador do que precisa ser revisto, revisitado e trabalhado novamente. Remediar não é na recuperação, remediar passa ser atividade mais constante e em ciclos formativos.

Vamos explorar, por exemplo, o uso do formulário do Google no Google Drive. Você pode acessar o Google Drive pelo seu gmail, simplesmente acessando o endereço http://drive.google.com ou indo direto para http://forms.google.com  . Caso não tenha uma conta do Google, a hora é agora! Crie uma nem que seja para testar as ferramentas do Google para a  educação.

Ao acessar o Google Drive, clique em “Criar/Novo”>>Formulário:

Screen Shot 2014-02-25 at 11.00.46 AM

Se for direto pelo link http://forms.google.com , já terá alguns modelos que poderá utilizar e só adaptar para sua necessidade. Escolha o tema ou inicie um formulário em branco e dê o título:

forms1

 

E inclua as questões. Para cada item que você quiser incluir, clique no ícone + na lateral. Lá, você também terá opções de incluir imagens, textos, vídeos e adicionar uma nova página (seção) :

forms3

Na página, você tem a flexibilidade de várias opções de perguntas. Você pode escolher entre vários tipos de questões, desde questões abertas a múltipla escolha.

forms4

Para fazer todas as configurações de layout da página como do próprio formulário:

forms6

 

Na parte de configuração da página, você pode editar a mensagem de confirmação para seus alunos. E também definir se quer que todos vejam as respostas ou não. Essa é uma ferramenta interessante caso você queira que os alunos comparem as respostas e até mesmo definam se poderiam incluir algo a mais que não tinham considerado:

forms9

Depois de finalizado o seu formulário, clique em enviar (send) e defina se você quer incorporar em uma webpage, wiki ou blog (copie o código de incorporação para colar no seu espaço virtual), você pode também enviar por email (com o formulário incorporado no próprio email o link para seu acesso). Também pode compartilhar em mídias sociais :

forms8

Você pode adicionar colaboradores para o formulário (que poderão visualizar ou até mesmo editar. Se puderem editar, você pode construir o questionário colaborativamente com outros professores de sua disciplina ou de outras). Há também um novo recurso de se criar uma versão respondida do questionário que é uma ótima forma de revisar o conteúdo e checar se as respostas estavam dentro do que era esperado.

forms7

 

Depois de pronto, você pode compartilhar o link ou o formulário incorporado em outra página da Web e ver as respostas enviadas em tempo real, tanto no próprio formulário quanto em uma planilha separada.

forms10

Você saiu da página, como faz para checar as respostas? É só acessar o seu Google Drive (http://drive.google.com) e clicar no título do formulário que você criou para ver o que foi postado. Pode também pesquisar o formulário por palavras-chaves, ou ir direto para ohttp://forms.google.com .

Aplicação Pedagógica

Formulário criado, e agora? Como utilizá-lo como avaliação formativa:

Se tiver internet disponível na sala de aula, com os próprios celulares ou tablets, os alunos podem responder o questionário, e, logo após você poderá visualizar as respostas, checar o que estão acertando e errando no sumário de respostas, comentar com os alunos, dando feedback imediato.

Pode também na aula seguinte fazer uma atividade rápida de Verdadeiro ou Falso, utilizando as próprias respostas dos alunos e trabalhando os pontos que você percebeu não ficaram claros para eles.

Mesmo não tendo Internet, os alunos podem responder o questionário em casa, você checar e trabalhar com o conteúdo em sala.

Os formulários em sala de aula têm grande amplitude de aplicações e podem ser um super aliado para visualizarmos o aprendizado do aluno e o que precisa ser ainda mais explorado. Pode também ser um elemento motivador, pois os alunos podem responder em seus celulares, o que acabam achando que “é algo diferente”, além de poderem eles mesmos criarem seus próprios questionários de compreensão e análise.

A utilização dos sumário de respostas em que você visualiza tanto as respostas compiladas do grupo como individualmente, com seus gráficos gerados automaticamente, também é uma ferramenta pedagógica poderosa porque estimula a análise de dados, cruzamentos de informações para inferências.

forms11

Um outro cenário interessante? Os próprios alunos criarem os formulários e compartilharem com o professor. Pode ser perguntas de interpretação de um conteúdo estudado, um problema de física, química ou matemática. O professor, depois de checado a pertinência das perguntas, pode determinar que grupo responde qual questionário, ou então utilizar as perguntas mais interessantes de cada grupo para formular um questionário maior. Uma atividade de aprendizagem co-construída e totalmente colaborativa. Que tal?


 

crosspost no http://www.carlaarena.com/formularios-feedback-instantaneo-na-sua-proxima-aula/ 

Onde tudo Começou a se Amplificar

Amplifica-Tagline

“AMPLIFICAR: Aumentar o volume, a extensão, a intensidade”

Tudo começou com uma ideia, uma conversa no nosso treinamento do Google Teacher Academy em outubro de 2014. De lá para cá, Carla e Samara se reuniram algumas tantas vezes, fizeram contas e contatos, titubearam, mas decidiram ir em frente e acreditar. Acreditar que os educadores querem algo diferente, inovador e prático. Um evento dinâmico com um pouco de tudo, com ferramentas gratuitas e poderosas, com exemplos. Ignição para a inovação.

Sonhamos e estamos prontas depois de tantos retornos positivos e entusiasmo daqueles que estão nos apoiando.

Queremos:

❏ mobilizar gestores educacionais para discutir mudanças e ajustes nas práticas educacionais;

❏ identificar e mobilizar talentos entre os professores para que se tornem multiplicadores em

seus ambientes educacionais;

❏ desenvolver a proficiência dos educadores na utilização de ferramentas digitais para que

sejam capazes de procurar soluções criativas aos seus desafios profissionais diários no meio

educacional de forma autônoma, adequada e eficiente;

❏ construir uma rede de profissionais interessados na discussão sobre inovação e

implementação da tecnologia em contextos educacionais;

❏ compartilhar experiências para que todos mantenham-se atualizados e em constante

aperfeiçoamento;

❏ divulgar e expandir o uso das ferramentas Google para a colaboração e conexão entre alunos,

professores e escolas e

❏ divulgar o trabalho dos professores e alunos que utilizam ferramentas Google.

Vamos lá AMPLIFICAR?